Ouvir o lógos

Pirmais vāks
UNESP, 2002 - 137 lappuses
A linguagem musical, por ser intangível, é possivelmente a que mais se aproxima da filosofia. Neste livro, tal proximidade é destacada pelos paralelos entre o conceito de mousiké de Pitágoras – que entende a música como um diálogo entre linguagens e não apenas a mera execução de uma partitura – e os conceitos e a prática musical de compositores contemporâneos, como Alexander Scriabin e John Cage.
 

Lietotāju komentāri - Rakstīt atsauksmi

Ierastajās vietās neesam atraduši nevienu atsauksmi.

Saturs

Apresentação
11
O que enunciamos em palavras
27
O que existe de mais antigo
51
Pensar é se limitar a uma única idéia
85
Referências bibliográficas
123

Bibliogrāfiskā informācija